Mais R$ 4,8 milhões para agropecuária da Bahia

Text Resize

-A +A

Compartilhar

13/05/2003

Mais R$ 4,8 milhões para agropecuária da Bahia

 

O setor agrícola na Bahia comemora novas parcerias de financiamento com a entrada de recursos do Banco do Brasil, Itaú e BVA, que totalizam aportes de mais R$ 4,8 milhões destinados a projetos de modernização aprovados pela Secretaria de Agricultura (Seagri). Eles se juntam aos investimentos feitos pela Desembahia e Banco do Nordeste que já disponibilizaram mais de R$ 23 milhões desde a implantação dos programas em 2000. A Bahia produz hoje cerca de R$ 2,1 bilhões só em fruticultura e conquistou inclusive a posição de maior pólo do segmento no País. No global, o faturamento do setor agropecuário baiano atinge a R$ 7,4 bilhões.

O setor rural foi beneficiado até o final de abril com R$ 605 mil para Porto Seguro, R$ 1,86 milhão para Santa Cruz de Cabrália e R$ 788 mil para Curaçá, totalizando área irrigada de 178 hectares destinados ao plantio de limão, banana, coco, lima da pérsia, pinha e manga orgânica.

Os projetos prevêem assistência técnica na implementação da irrigação localizada, microaspersão, construção de galpão, aquisição de equipamentos para seleção, classificação, embalagem e refrigeração das frutas.

Um aspecto interessante é o investimento inédito, dentro do segmento da floricultura, contemplado com R$ 124 mil pelo Banco do Brasil que financia a empresa Orquilândia no cultivo e comercialização de mais de 700 variedades de orquídeas nativas e cuja produção vem crescendo estimulada inclusive com a realização periódica de feiras. "O governo estadual apoia o produtor na fase mais crítica para sua consolidação do que no início do negócio", comenta o diretor de política econômica da Seagri, José Mário Carvalhal.

 

(Gazeta do Brasil11)(Alvaro Figueiredo)