Ceará sacrifica animais para conter peste suína

Text Resize

-A +A

Compartilhar

09/07/2004

Ceará sacrifica animais para conter peste suína

 

Adriana Thomasi

O foco de peste suína clássica, detectado por exames pelo Laboratório de Referência Animal (Lara), em Recife, numa propriedade do município de Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, no Ceará, atingiu 13 animais, num rebanho composto por 30 suínos. Os animais já foram sacrificados, informou ontem o orientador da Célula Defesa Agropecuária da Secretaria da Agricultura e Pecuária do Ceará, Joaquim Sampaio.

Os exames realizados pelo Lara comprovaram inicialmente a existência da doença em apenas três animais, segundo anunciou o Departamento de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com Sampaio, os 17 animais restantes, que ainda não haviam apresentado sintomas também foram sacrificados.

A medida foi adotada preventivamente, isto é, com o objetivo de evitar qualquer risco de propagação da doença. "A situação está sob controle", afirma o orientador. Os procedimentos adotados seguem normas do Programa Nacional de Sanidade Suína. O Estado do Ceará tem um rebanho de 1,054 milhão de cabeças. A produção local não é dirigida ao mercado externo.

A Seagri trabalha no rastreamento da doença e até o momento não identificou novas ocorrências. "Todas as medidas estão sendo tomadas para o controle do foco da doença e não há risco de contaminação para outros animais", declarou Sampaio, que informou que a doença não afeta seres humanos. Segundo o orientador, o Ceará vem desenvolvendo ações de erradicação não apenas da peste suína, mas também da febre aftosa. No ano passado, também foram detectados focos da doença na região de Tianguá , Eusébio e Caucaia.

Os países importadores de carne suína do Brasil e a organismos internacionais já receberam comunicado. Esse foi o primeiro foco registrado no País este ano, conforme o ministério, e não deverá afetar as exportações brasileiras, pois está fora da zona livre, formada por 13 estados - Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, mato Grosso, Goiás, Tocantins Bahia e Sergipe, além do Distrito Federal.