Salão Internacional da Fenagro amplia cooperação entre Bahia e países estrangeiros

Text Resize

-A +A

Compartilhar

01/12/2015
Secom Bahia
Area de Interesse 
Institucional

Salão Internacional da Fenagro amplia cooperação entre Bahia e países estrangeiros

 

Foto: Secom / Bahia
Uma estrutura climatizada na Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), no meio do Parque de Exposições de Salvador, abriga até o próximo sábado (5) uma programação diversificada de culturas e oportunidades de negócios de países que mantêm consulados na Bahia. O Salão Internacional, iniciativa da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), foi criado especialmente para estreitar os laços e aproximar as comunidades desses países com o estado. 

Nesta segunda-feira (30), o dia foi dedicado à Bahia em programação que teve a participação de representantes do Governo do Estado, além das boas-vindas de uma baiana trajada tipicamente e coquetel para receber o corpo consular, convidados e o público da Fenagro.

O titular da Setur, Nelson Pelegrino, foi o responsável por apresentar a Bahia como oportunidade de negócios e destino turístico, que atrai olhares de todo o mundo. Ele falou sobre a importância de se estreitar os laços com as comunidades internacionais, presentes no estado, para trocar experiências, conhecer a cultura e fortalecer a economia dos países. 

“O agronegócio é um setor dinâmico e a Bahia participa desse dinamismo, seja na pecuária ou no setor agrícola”. Segundo ele, o propósito do Salão é mostrar aos 17 países, que dispõem de consulados no estado, que “a Bahia tem de tudo e é terreno fértil para os mais diversos investimentos. Já despertamos o interesse internacional com a presença de algumas empresas estrangeiras. É preciso fortalecer esse destino turístico, que é o nosso estado, com iniciativas que aliam a possibilidade de alavancar a economia”.

Programação

Todos os dias, o Salão Internacional fica aberto e oferece ao público oportunidades de conhecer diferentes aspectos das culturas e economias estrangeiras. A programação dos países inclui degustação de comidas típicas, apresentações artísticas, vídeos informativos, além de oportunidades de negócios. 

Já se apresentaram a Espanha e Uruguai. Nesta terça-feira (1º), os consulados da Alemanha e Bélgica ganham espaço para mostrar seus países aos baianos. Para isso, foi organizada a apresentação de um modelo de captação de energia solar, através de placas fotovoltaicas, na área externa ao Salão. Esse sistema já é utilizado no Estádio de Pituaçu, um investimento da Bahia, em parceria com uma empresa estrangeira, para trazer mais modernidade e sustentabilidade ao estado. 

Segundo o cônsul da Bélgica, Stéphane Pérée, este é um tipo de energia que começa a ser usada em casa e em empresas no Brasil e mais especialmente na Bahia. “Nada mais natural que o sistema de energia limpa, como esse implementado em um país, geograficamente foi mais privilegiado que outros, como os do norte europeu, Alemanha e Bélgica, na incidência de luz do sol. Estamos divulgando esse projeto que oferece uma alternativa eficiente para tempos de crise energética, por exemplo”. 

Além de palco de projetos e negócios, o Salão estimula o trade turístico e abre o estado para o intercâmbio, é o que acredita a consulesa da Grécia, Miriam Souza. “São espaços assim que aproximam a comunicação entre os povos, não necessariamente o investimento em si. Muitas vezes uma ideia, uma troca de experiência vale tanto quando o recurso financeiro. A Grécia tem ligação enorme com a Bahia, principalmente com o semiárido. Temos cada vez mais oportunidade de compartilhar e nos aproximar”.

Fonte:
Repórter: Anna Larissa Falcão
Secom Bahia