O futuro do agronegócio é tecnológico e está acontecendo agora

Text Resize

-A +A

Compartilhar

16/09/2019

 

 

Em 2050, seremos 9,3 bilhões de pessoas no mundo, 1,6 bilhões a mais do que hoje. Para alimentar toda essa gente, a humanidade deverá produzir entre 2010 e 2050 a mesma quantidade de alimentos de toda a história agrícola anterior aquele ano, segundo estimativas. Tais números soam alarmantes, ou pelo menos surpreendentes, e lançam desafios para o agronegócio. O principal deles será dar conta de aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que se combate o desmatamento e as mudanças climáticas, por exemplo, o que faz da tecnologia sua principal aliada.

Duvida? Junior Rodrigues, consultor comercial da Central Brasileira de Comercialização (CBC Agronegócio) lembra que em 1970 um agricultor produzia alimentos suficientes para 73 pessoas, em média. Em 2010, a capacidade deste mesmo produtor rural servia 155 pessoas. “Aumentamos as áreas cultivadas, mas 90% deste resultado está ligado à produtividade proporcionada pela tecnologia”, acrescenta.

Dentro das porteiras, o avanço tecnológico está presente desde o melhoramento genético das sementes – que permite a otimização das colheitas e o cultivo de diferentes culturas no mesmo solo – ao maquinário cada vez mais potente e refinado para usos específicos.

Dentro deste cenário, algumas iniciativas de raiz tecnológica têm surgido com o objetivo de facilitar o contato entre o produtor rural e os outros pares da cadeia com o intuito de facilitar, trazer agilidade e potencializar os negócios. “A ideia é passar de uma lógica linear de negociações para uma lógica de rede”, explica Murilo Bettarello, engenheiro agrônomo e CEO da Izagro.

Fonte: Matopiba Agro

Editado / Ascom

Link matéria completa: http://www.bahiasemfronteiras.com.br/2019/09/13/o-futuro-do-agronegocio-e-tecnologico-e-esta-acontecendo-agora/