Prestes a completar 42 anos, Parque de Exposições passa por obras de manutenção

Text Resize

-A +A

Compartilhar

15/07/2020

Importante equipamento de entretenimento da cidade, o Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador passa por obras de manutenção para deixa-lo pronto para uso logo após a pandemia de Covid-19. A ideia é ter a estrutura em seu melhor estado para que sirva de opção para os importantes eventos da área agro que surgirão após o período de isolamento social. Ruas vêm passando por reestruturação, a área coberta está sendo reformada e todo o parque de 450 mil metros quadrados foi capinado e limpo, além de ter revista sua jardinagem.

Administrado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Estado (SEAGRI), o Parque completa 42 anos de funcionamento em setembro e atualmente possui todas as condições de uma área multiuso. Possui três estacionamentos internos com capacidade para 1.500 veículos; duas pistas de julgamento; tribuna de honra para 200 pessoas; pavilhão para stands e shows; área aberta para stands e shows; espaços para escritórios e sanitários de apoio.

Com relação à estrutura para exposições e leilões, há dois pavilhões de bovinos com capacidade total de 1.500 animais; dois pavilhões de equinos para 700 animais; um pavilhão de pequenos animais capaz de abrigar cerca de um mil caprinos e ovinos, além de aves, cães e gatos; 40 currais de espera cobertos com capacidade para 800 animais; quatro hectares de capineira; e casa de ração.

O espaço também abriga uma das maiores esculturas feitas pelo baiano Juarez Paraíso, artista múltiplo que tem trabalhos como escultor, pintor, gravador e desenhista, além de ser professor e imortal da Academia de Letras da Bahia. Denominada "Gestação", a obra é feita a partir de oito toneladas de barro e é revestida em fibra de vidro.