Secretários da Agricultura de BA e SE conhecem pesquisas da Embrapa na região Sealba

Text Resize

-A +A

Compartilhar

17/12/2020

A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) recebeu na tarde de terça (15) os secretários de Estado da Agricultura da Bahia e Sergipe, respectivamente, Lucas Costa e André Bomfim. 

A comitiva foi recebida pelo chefe-geral Marcelo Fernandes, além dos chefes adjuntos – Ronaldo Resende, de Pesquisa e Desenvolvimento, Alexandre Nizio, de Transferência de Tecnologia, e Paulo Carvalho, de Administração.

Em visita de a Sergipe a convite de André Bomfim para conhecer projetos e discutir parcerias entre os estados, Lucas Costa conheceu as linhas de pesquisa da Unidade da Embrapa voltadas a sistemas de produção para a região Sealba, nova fronteira de alto potencial agrícola que engloba 171 municípios dos Tabuleiros Costeiros e Agreste de Sergipe, Alagoas e Bahia.

Marcelo Fernandes aproveitou a oportunidade para apresentar aos secretários e suas equipes a versão preliminar de uma nova plataforma de análise de cenários de cadeias produtivas com base em dados do IBGE. A base de dados analíticos aponta tendências de crescimento ou retração de culturas nos municípios ou regiões selecionadas num intervalo de seis anos – área plantada, área colhida, produção, produtividade, valor bruto, entre outros.

Os pesquisadores Henrique Rangel e Edson Patto apresentaram pesquisas com sistemas de Integração Lavoura – Pecuária – Floresta (ILPF) com culturas como milho, soja, trigo, coco, a gramínea braquiária e a leguminosa gliricídia, mostrando resultados de ensaios de campo e Unidades de Referência Tecnológica (URTs) implantadas para apresentar as tecnologias aos produtores. Nos últimos anos, a Unidade da Embrapa sediada em Aracaju vem intensificando pesquisas e transferência de tecnologias com esses sistemas integrados adaptados às condições da região.

Costa aproveitou para enaltecer a contribuição técnica da Unidade da Embrapa na elaboração da nota técnica para pleitear a inclusão do coqueiro como componente arbóreo com retenção de carbono em sistemas de produção fomentando pelo plano ABC (Agricultura de Baixo Carbono), do Ministério da Agricultura. “A etapa técnica foi cumprida com a contribuição das pesquisas da Embrapa. Agora estamos na fase política, de convencimento dos parlamentares e gestores federais”, explicou.

O secretário baiano destacou necessidade de maior aproveitamento de seu estado das potencialidades da nova região do Sealba, especialmente no fortalecimento das culturas de grãos, já que essas áreas concentram grandes quantidades de granjas com alta demanda por milho e soja para alimentar os animais, além de trigo tropicalizado para atender à grande demanda regional.

Os gestores estaduais e da Embrapa selaram o compromisso de definir uma agenda de ações de transferência de tecnologia, com instalação de URTs de grãos e ILPF em propriedades de produtores parceiros na Bahia, como já vem sendo feito em alguns municípios de Sergipe e Alagoas.

Saulo Coelho (MTb/SE 1065)
Embrapa Tabuleiros Costeiros

Contatos para a imprensa
tabuleiros-costeiros.imprensa@embrapa.br
Telefone: (79) 4009-1381

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

 

Texto: Embrapa (www.embrapa.br)
Foto: Div./Saulo Coelho/Embrapa