Agronegócio baiano brilha em 2020: VBP supera os R$ 41 bilhões e pequenas cidades são fortalecidas

Text Resize

-A +A

Compartilhar

30/12/2020

O ano de 2020 chega ao final e não foram poucas as dificuldades pelas quais o Brasil passou, em meio a uma pandemia que sacudiu e continua a sacudir o mundo. Do ponto de vista econômico, um fundamento que ficou claro em todos esses meses é que o agronegócio é um sólido pilar do edifício de negócios do Brasil. Dentro desse contexto, a Bahia ganha cada vez maior destaque, com considerável aumento de sua produtividade, incremento de novas áreas agrícolas, emprego crescente de tecnologia e sequenciado destravamento de processos e de burocracia. Dessa forma, a Bahia chega ao final de 2020 com Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 41,16 bilhões, com dados estimados a partir de informações de novembro, fornecidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Isso representa expressivo aumento de 13,05% em relação aos números de 2019, que chegaram aos R$ 36,40 bilhões.

O VBP do Brasil está estimado em R$ 885,8 bilhões, representando acréscimo de 15,1% sobre os números de 2019, que chegaram a R$ 769,8 bilhões. Todo esse crescimento do Brasil rural tem muitos desdobramentos positivos, que vão para além dos números apresentados sobre os negócios em si. Dados do PIB dos municípios, divulgados pelo IBGE, demonstram um avanço considerável na descentralização da economia dos grandes centros, e parte disso, evidentemente, deve-se ao crescimento da agropecuária, em um movimento que leva riqueza, emprego e renda ao interior, fixando o homem no campo e também atraindo mão de obra para cidades menores. Em 2020, as capitais brasileiras representavam 36,1% do PIB do país

e já em 2018 essa participação tinha recuado para 31,8%.

Segundo recentes estudos da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), o agronegócio representa 23,4% do Produto interno Bruto (PIB) do estado. Ou seja, os negócios gerados no campo são responsáveis diretos por praticamente um quarto de todas as riquezas geradas na Bahia.

E as expectativas para o próximo ano continuam boas. O MAPA estima que em 2021 o Brasil irá superar a marca do R$ 1 trilhão de VBP, com um crescimento contínuo dos negócios do campo e melhora das finanças das pequenas cidades, impactando positivamente na vida de quem nelas vive.

 

Texto: Ascom SEAGRI
Infográfico: Ascom SEAGRI