Seagri firma parceria para habilitar laboratório do leite de Itapetinga

Text Resize

-A +A

Compartilhar

24/09/2021

Reunir esforços para credenciar o laboratório do Leite de Itapentiga, foi a pauta principal da reunião que ocorreu hoje (24), na reitoria da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista. 

Diante da importância do equipamento, considerando que o Nordeste brasileiro não possui nenhum laboratório para analisar as amostras do seu leite, sendo necessário enviá-las para Rondônia, o secretário da Agricultura,  João Carlos Oliveira, explicou que está articulando com o Ministério da Agricultura (Mapa) para que ocorra o credenciamento.

 Inclusive, ele pontuou que o Mapa acenou com a possibilidade de ceder os equipamentos do laboratório da Universidade Federal Rural de Pernambuco para Itapetinga,  uma vez que o laboratório da  instituição fechou. 

No entanto, Oliveira ressaltou que é necessário fortalecer a parceria entre a Secretaria da Agricultura (Seagr), Uesb e a cadeia produtiva do leite do território do Médio Sudoeste, a segunda maior do Estado, para que se consiga habilitar o laboratório.

Durante o encontro, que  contou com a participação de lideranças políticas, do reitor da Uesb, Luiz Otávio de Magalhães, do vice-reitor Marcos Henrique Fernandes, do chefe de gabinete Wesley Piaui Gusmão, do assessor Dimas Oliveira e da professora Sibelli Ferrão, foram levantadas algumas demandas do laboratório para solicitar o credenciamento junto ao Mapa, a exemplo do cumprimento das normativas do ISO 17.024/2017. 

Visita técnica:  na quinta-feira (23),  o titular da pasta da Seagri, João Carlos Oliveira, juntamente com técnicos da Seagri e da Uesb, visitou o laboratório de leite de Itapetinga e verificou toda sua infraestrutura e as intervenções a serem feitas para que o credenciamento seja liberado pelo Ministério da Agricultura.

O superintendente da Seagri, Adriano Bouzas, que o acompanhou durante a visita, explicou a importância de se habilitar este laboratório, para se ter controle e análise adequada das amostras de leite, para se ter parâmetros sanitários da higiene e sanidade do rebanho, não apenas da Bahia, mas de  toda a região Nordeste.

Reunião com o Mapa: no início da semana,  o secretário João Carlos Oliveira, se reuniu com a Coordenação Geral de Laboratórios/Mapa, com vistas a solicitar o credenciamento, do equipamentos, devido sua  importância para o Nordeste.

Na ocasião, os coordenadores de demandas laboratoriais e de qualidade, Josinete Freitas e Ernesto Viegas, relacionaram as pendências do equipamento, mas destacaram a importância de certificação do laboratório para gerar dados e dar apoio à cadeia produtiva do leite na Bahia e na Região Nordeste.

 

Texto: Ascom/SEAGRI
Foto: Ascom/SEAGRI